| Favoritos | Newsletter | RSS | Espanhol
 
Destaques
4/19/2013

AREAC: GEO.IP – georreferenciação da iluminação pública (por Anaïs Baptista)


A AREAC – Agência de Energia e Ambiente do Centro, fundada em 2003, e com a sua sede em Miranda do Corvo, tem tido um papel fundamental na promoção da eficiência energética dos seus municípios associados.

 
Desde maio de 2012, a AREAC desenvolveu um projeto – GEO.IP – que consistiu e consiste na georreferenciação e cadastro da iluminação pública dos municípios de Penela, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Lousã, Góis, Figueiró dos Vinhos, Cantanhede e Figueiró dos Vinhos. 
 
No respetivo cadastro são identificadas as luminárias, potência das lâmpadas, tipo e altura de poste, e são medidos os valores de luminância em todos os pontos de luz. O objetivo de projeto passa pela necessidade dos municípios terem um cadastro das suas instalações de iluminação pública, para que num pós-projeto sejam tomadas medidas, com custo e sem custo associado, a fim de reduzir consumos de energia, mantendo sempre os níveis de conforto e qualidade de vida das populações. Os valores de luminância são fundamentais para avaliar em função da legislação europeia, verificando que muitos dos locais do nosso país estão excessivamente iluminados.
 
  Legenda: Cadastro de um posto de transformação (Créditos: AREAC)
 
Na conclusão deste projeto, prevista para agosto de 2013, e com a tomada de decisões relativamente as medidas de eficiência energética, prevê-se uma poupança na ordem dos 10 a 20 por cento nas instalações de iluminação pública.
 
Anaïs Baptista é Engenheira do Ambiente, Mestre em Engenharia de Energia e Ambiente e Diretora Técnica e Gestora de Projetos da AREAC.
 
Nota:O Portal de Energias Renováveis não se responsabiliza pelos textos escritos pelas personalidades/entidades que gentilmente aceitam escrever um artigo neste portal.



Bookmark and Share | Voltar | Topo | Imprimir |
PUB
Pós-graduação em Energia Solar

:: Produzido por PER. Copyright © 2002-2009. Todos os direitos reservados ::
:: :: Editorial :: Sobre o PER ::
Última actualização 2/2/2017